Bolsões de estacionamento em Estações de Metrô e Terminais de Ônibus

Apesar do Metrô ser contrário à ideia, acredito que a Prefeitura poderia construir grandes bolsões de estacionamento perto das estações de Metrô, CPTM e Terminais de Ônibus, conforme defendido no artigo publicado na Folha de SP ontem.

Isso ajudaria a diminuir o numero de carros na rua, incentivaria o uso do transporte público e poderia ajudar a melhorar nosso caótico trânsito.

 

Áreas de estacionamento têm que ter melhor distribuição

JOSÉ ALMEIDA SOBRINHO
ESPECIAL PARA A FOLHA

A substituição do transporte individual pelo transporte coletivo é uma meta que necessita ser atingida para amenizar o caos que vemos nas vias superlotadas da capital.

Uma experiência que tende a ajudar nessa transformação social é a existência de locais junto às estações de metrô onde os usuários do transporte individual podem estacionar seus veículos a preço acessível e, a partir dali, seguir usando a malha metroviária.

A capilaridade do metrô ajuda essa prática, pois o usuário pode se deslocar até bem mais próximo de seu destino usando apenas os trens.

O problema é que as áreas de estacionamento estão mal distribuídas, com algumas unidades operando aquém de sua capacidade e, estações que não as têm, necessitando urgentemente do serviço.

Pessoas que trabalham em São Paulo e moram em outras localidades certamente optariam por ir ao trabalho pelo metrô, se dispusessem de estacionamentos em estações de fácil acesso, como as que ficam próximas das rodovias que chegam a São Paulo.

Seus veículos, se deixados nas entradas da cidade, reduziriam o volume de tráfego no centro, o que ajudaria a evitar congestionamentos.

O Metrô deve analisar e corrigir equívocos cometidos no passado, pois a proposta é imprescindível para a migração do transporte individual para o coletivo.

JOSÉ ALMEIDA SOBRINHO é presidente do conselho deliberativo do Instituto Brasileiro de Ciências do Trânsito

About these ads

Um comentário sobre “Bolsões de estacionamento em Estações de Metrô e Terminais de Ônibus

  1. Fabricio

    Bom dia
    Concordo.
    Sou favorável inclusive a reduzir ou eliminar as áreas de estacionamento do centro de São Paulo, para obrigar as pessoas a utilizarem o transporte público, assim reduziriamos o transito, os congestionamentos e a poluição.
    Não tem como administrar uma megalópolis como São Paulo, que tem um fluxo de veiculos correspondente a 1,5% da população do pais, andando de carro todos os dias, ou ainda uma população de Campinas se deslocando da zona sul para o centro e uma população de Ribeirão Preto da zona leste para o centro todos os dias.
    E em terceiro lugar a construção de um Plano Municipal de Transporte Urbano que deve ser integrado ao Plano Municipal de Transporte Metropolitano para resolver os gargalos e as incoerências que existem no transporte urbano da Megalópolis de São Paulo.
    As modificações que são implementadas ao transportes não analisam e corrigem os gargalos que são formado, como por exemplo, colocam o metro na Av Paulista para melhorar o fluxo de pessoas, minimizar o fluxo de veicúlos, e quando implantam mantem os onibus, atravessando o corredor da Paulista, então para que um metro Linha Verde que vais de Vila Madalena a Vila Prudente, se existem uma dezenas de linhas de onibus que saem das estações Vila Mariana, Ana Rosa e vão para Lapa, Parque Continental, Rio Pequeno, quando deveriam ser deslocadas para o Terminal Vila Madalena.
    Também os anibus que sobem a Rua Teodoro Sampaio, que poderia para no Terminal Pinheiros para integração com o Metro e CPTM.
    Só nestas intervenções retirariamos metade dos onibus da região da Av Paulista e da Rua Teodoro Sampaio, que se extendem a Av Dr Arnaldo, Rua Heitor Penteado, Rua Cardeal Arcoverde entre outras e melhorariamos o transito e congestionamentos.
    Precisamos de ter leis para a Megalópolis que sejam integradas e interligadas aos modais de transportes da Região Metropolitana de São Paulo, não se esquecendo que estas ações também visam a melhoria da qualidade do ar, da saúde ambiental e economia de combustíveis.
    Temos que trabalhar com a comunidades para que as necessidades sejam levantadas e encaminhadas e acompanhadas para as Politicas Publicas e com as soluções de melhoria proposta.

    Abraços

    Mario Pecoraro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s